top of page
Marca-Fundo-Cor-Verde-Claro.png
  • Foto do escritorTecidual

Desafios do setor da Moda, Vestuário e Têxtil.

Atualizado: 15 de ago. de 2023


Moda, têxtil e vestuário

Após um período muito difícil e complexo de pandemia, grande parte do setor de Moda e Vestuário apresentou crescimento a partir de 2021. Quando as restrições passaram a se tornar mais brandas, o setor apresentou uma forte demanda represada. As tendências de moda pós-pandemia vem refletindo uma busca maior pela liberdade e humanidade, que foi tirada neste tempo em que ficamos distantes da interação social real. Uma perspectiva que reflete isso é a adaptação dos códigos de vestimenta, o chamado “dress code”, que já não é mais o mesmo. Muitas marcas tiveram que repensar nesse tempo sobre as suas criações e modelagens das roupas para trabalho e também para ocasiões festivas. Outra adaptação perceptível é que cada vez mais marcas têm aderido a roupas agênero como uma forma de adaptação aos lançamentos.


Executivos da área entrevistados pela McKinsey, no entanto, sinalizam outros aspectos importantes: a mudança no mapeamento do mercado global. Regiões que anteriormente apresentavam crescimento exponencial mostram-se hoje mais expostas a riscos, desde ambientais até políticos e sociais. Assim, empresas estão reavaliando suas estratégias quanto a canais de venda e cadeia de fornecimento para encarar esses desafios.


Sustentabilidade

Desafios corporativos moda

A sustentabilidade é considerada uma oportunidade nessa mesma pesquisa, ou seja, um desafio a ser encarado como fonte de inovação e crescimento. O que explicaria isso?


Os negócios sustentáveis e as estruturas ESG subsequentes são construídos em torno da ideia de que o sucesso dos negócios a longo prazo depende de sistemas ambientais e sociais saudáveis. Ao longo dos anos, novos modelos foram apresentados na tentativa de descrever a interação entre nossa economia, sociedade e meio ambiente. Um ponto-chave a ser extraído desses modelos é o de que uma economia saudável não pode ser sustentada sem sistemas sociais ou ambientais saudáveis.




Iniciar a jornada para a sustentabilidade não é tarefa fácil, e mais difícil ainda, não tem um caminho único. Mesmo estudiosos e acadêmicos tem conceitos diferentes para o termo, que evoluiu ao longo dos anos. Os critérios ESG (dimensões Ambiental, Social e Governança) foram estabelecidos na tentativa de dar mais objetividade à sustentabilidade nos negócios. Porém, mesmo sendo utilizado como sustentabilidade empresarial, os dois termos não são o mesmo. Vou aprofundar mais sobre o assunto em outra oportunidade. De qualquer forma, o conceito de ESG é, até o momento, a metodologia que melhor auxilia as empresas em sua jornada em prol da sustentabilidade.


Mas por que a sustentabilidade e ESG são importantes para os negócios?


Cada empresa consegue criar soluções e impulsionar mudanças sustentáveis, o que não descarta a importância dos resultados de uma boa gestão. Os modelos de negócios propõem a otimização da estratégia para o meio ambiente, a sociedade e a prosperidade econômica.

Com isso em mente, há cada vez mais evidências indicando que uma estratégia de sustentabilidade eficaz aumentará os lucros e criará novas oportunidades. Nesta próxima seção, apresentamos essa evidência.


1. Um negócio sustentável tem mais valor no mercado


Uma pesquisa do Deutsche Bank revelou que empresas com altas classificações ESG superaram o mercado no médio (5 anos) e no longo prazo (5 a 10 anos). Apoiando essas descobertas, um relatório do Morningstar U.S. Sustainability Leaders Index de 2021 descobriu que as empresas com as melhores pontuações ESG tiveram um retorno 33,3% maior em um ano, superando o mercado mais amplo dos EUA em mais de 8%. Um estudo de 2020 da Accenture atualiza essas descobertas, concluindo que as empresas com altas classificações de desempenho ESG ultrapassaram as empresas com pior desempenho em 2,6 vezes.

São dados que mostram como as dimensões são dependentes entre si e que essas dimensões estruturam uma empresa robusta de valor para o longo prazo.


2. Um negócio sustentável atende as necessidades dos seus clientes


Pesquisas ao nível global mostram a forte tendência que representam as questões sociais e ambientais na decisão de compra, especialmente os consumidores da geração Z e Millennium. De forma geral, os consumidores tem mostrado que se dispõem a pagar de 10 a 25% mais por um produto de apelo sustentável, apoiam e querem marcas que promovam mudanças ambientais e sociais positivas. Além disso, a maioria diz deixar de comprar de empresas que demonstram desinteresse em tomar medidas positivas no enfrentamento da crise climática. Ainda conforme a Cone Communications, 81% dos consumidores em todo o mundo, querem que as empresas se esforcem para proteger o meio ambiente.


3. Um negócio sustentável atrai e retém os melhores talentos


Uma empresa com estratégias orientadas a propósitos engaja mais seus colaboradores, que se sentem mais motivados por seu trabalho ter um significado comunitário. Além disso, a dimensão social da agenda sustentável e ESG promove o bem-estar dos funcionários.



4. Um negócio sustentável tem redução de custos


Segundo a McKinsey, 33% das empresas estão integrando uma estratégia de sustentabilidade para melhorar a eficiência operacional e reduzir custos. As melhorias de eficiência podem, por sua vez, aumentar os lucros operacionais em até 60%. Como exemplo, a varejista de roupas esportivas Nike conseguiu agregar eficiência ao processo de fabricação de calçados, reduzindo a quantidade de matéria-prima e o tempo de trabalho necessário para fabricar cada calçado. Esses desenvolvimentos não apenas desviaram milhões de quilos de resíduos de aterros sanitários, mas a empresa também está gastando menos com transporte, materiais e descarte de resíduos.

Além disso, uma estratégia de sustentabilidade aborda a pressão da legislação, ajudando as empresas a se manterem à frente da curva de conformidade. As empresas proativas que estão abordando a legislação de impacto climático – além de outros padrões ambientais e sociais – estão em melhor posição para lidar com o endurecimento das regras e o tempo e esforço associados envolvidos na coleta e envio de dados. Além disso, ter uma estratégia climática bem planejada para reduzir as emissões expandirá o valor comercial e reduzirá os custos do aumento dos impostos sobre o carbono (proposta a ser incluída na reforma tributária). Também há incentivos fiscais para empresas que adotem práticas sustentáveis.


5. Um negócio sustentável constrói uma boa reputação


Como vimos, as pessoas veem a sustentabilidade como um diferencial, e isso agrega valor como reputação positiva. No extremo oposto do espectro, não cumprir as práticas sociais e ambientais adequadas representa um risco comercial significativo. Qualquer desastre de relações-públicas custará dinheiro a uma empresa e arruinará a imagem de uma organização.


Uma forte proposta de sustentabilidade ajuda as empresas a explorar novos mercados, ao mesmo tempo, em que se expandem para os já existentes. Criar soluções inovadoras e sustentáveis para resolver problemas ambientais e sociais globais está levando empresas a repensar suas operações, evoluir, adaptar e desenvolver novos produtos e serviços.


Quer saber mais sobre como uma consultoria de sustentabilidade e ESG pode auxiliar o seu negócio estrategicamente. Entre em contato podemos conversar!




Fontes



33 visualizações1 comentário

1 Comment


Guest
Aug 24, 2022


Like
bottom of page